Além do nosso blog, você poderá encontrar o Sonora Aurora no grupo do LastFM e no Facebook.


Almendra - Almendra (1969)
Postado por Henrique Tonin em segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008.
Esse álbum é um dos grandes consolos (para o que quer que seja) na minha vida.

Almendra surgiu em fins dos anos 60 na Argentina, na época da gestação do rock nacional, mas
manteve-se afastado das gravadoras, dos movimentos e do próprio underground, o que o salvou de alguns preconceitos, limitações e clichês.

A capa foi desenhada pelo vocalista, Luis Alberto Spinetta, que tinha medo dos artistas gráficos insensíveis da gravadora.


Um álbum profundo, belíssimo, com passagens semi-acústicas e doces, elétricas e mais obscuras, instrumentais longos e letras belíssimas. Nele, o letrista estreante Spinetta deu as primeiras demonstrações do que o faria mais tarde ser visto como um gênio e um dos pais do rock argentino.

As harmonias de Edelmiro Molinari, as vozes e toda a "atmosfera" do álbum também merecem atenção. Ao meu ver, é um dos mais transcendentes dentro da psicodelia dos anos 60, que em alguns casos só deixou como rastros músicas bonitinhas, boas performances e nomes bombásticos.

Download:
MediaFire
zSHARE

As faixas foram numeradas segundo um código criptográfico que aparece na contracapa:

2 - 7: "faixas que canta o homem da capa desmaiado no vazio."


1- 3 - 6 - 8: "Faixas que estão no brilho da lágrima de mil anos que chora o homem da capa."


4 - 5 - 9: "Faixas que contam os homens a essa lágrima do homem da capa, atados a seus destinos."




Integrantes:
Luis Alberto Spinetta - guitarra, voz e piano
Rodolfo García - bateria, voz e percussão
Emilio Del Guercio - baixo, voz, órgão e piano
Edelmiro Molinari - guitarra, voz e órgão

Marcadores: