Além do nosso blog, você poderá encontrar o Sonora Aurora no grupo do LastFM e no Facebook.


Devil Doll - The Girl Who Was... Death (1989)
Postado por Daniel em domingo, 13 de abril de 2008.

Primeiramente queria agradecer ao Thiago Miotto por me deixar fazer parte desse maravilhoso blog. Agora vamos ao que interessa.

O meu primeiro post, desculpem, vai ser um pouco grande, mas é necessário :P Esse é um texto que eu e um amigo meu escrevermos para divulgar essa maravilhosa banda que é o Devil Doll:

Mr. Doctor's Masterpiece
A description doesn't do it justice

Sei que aqui ninguém conhece mas Devil Doll é uma "banda" realmente apavorante. Para aqueles que acham que vocal demoníaco é só cantar com aquela voz grossa desgraçada é porque NÃO ouviram o Mr Doctor cantando.

Totalmente inspirado na música clássica, esse gênio que tem em Bernard Hermann (outro gênio) e nos filmes de terror em preto e branco sua inspiração para o Devil Doll, consegue fazer ao mesmo tempo uma música hipnótica e trilha sonora para os seus piores pesadelos, sem apelar para o metal sujo.

Diferente de qualquer coisa que você tenha ouvido, Devil Doll não é fácil de digerir, uma vez que não tem comparação, e qualquer descrição da banda e do Mr Doctor ficaria pequena aqui.

A história do Devil Doll é tão fantástica que as vezes se confude com sua música. Sua história repleta de mistérios, incêndios, discos perdidos, servem para temperar ainda mais o som dessa incrível banda.

Mais impressionante que o som da banda é o vocal do Mr Doctor. Usando sua voz como um instrumento, é ele quem dá a tônica de todo o clima das músicas. Conhecido como o homem de mil vozes, ele consegue criar todo tipo de voz (criança, mulher, demoníaca, angelical, tenor, etc...) e oscilar isso numa mesma frase. Simplesmente incomparável!

E para aumentar toda a mística em cima dessa história temos o Mr Doctor. Idealizador, compositor e masterplan da banda, compôs todas as músicas e escreveu todas as letras dos discos lançados. Figura misteriosa, ninguém sabe seu verdadeiro nome, recluso, chamado de totalmente louco por alguns, excêntrico por outros, conseguiu montar uma orquestra dividida em dois países diferentes, gravou outros discos com a banda que ele não permitiu serem lançados mesmo depois de prontos, fez shows para platéias seletas, depois simplesmente sumiu da face da terra.

A menor musica do Devil Doll tem 20 minutos de duração. E só há apenas um album com mais de uma musica (duas musicas) o Eliogabalus.

Os fãs tem uma relação totalmente protecionista em relação a obra da banda, não gostando de compartilhar arquivos nem de divulgar a banda.
Eu acho que o mundo é pequeno para essa música, e Mr Doctor merecia estar no panteão dos deuses, afinal como ele mesmo diz: Art must Hurt!

Em 1987, quando Mr Doctor estava recrutando músicos para o Devil Doll, lançou um aviso com os seguintes dizeres:

"A MAN IS THE LESS LIKELY TO BECOME GREAT THE MORE HE IS DOMINATED BY REASON: FEW CAN ACHIEVE GREATNESS -AND NONE IN ART-IF THEY ARE NOT DOMINATED BY ILLUSION."
O álbum que estou postando agora é o debut, The Girl Who Was... Death de 1989. Contém apenas uma faixa de 66 minutos. Mas desses minutos, uns 20 são de puro silêncio. E é o meu preferido. O Mr. Doctor se baseou numa série dos anos 60, se eu não me engane, intitulada de The Prisioner.

Esse com certeza é meu album favorito do Mr. Doctor, apesar dessa banda ainda ter vários outros albuns sensacionais, apesar da curta discografia.

A banda não é avant-prog, e sim de Art Rock, mas não deixa de ser excelente. Espero que gostem.

Abraços.


DOWNLOAD

Marcadores: