Além do nosso blog, você poderá encontrar o Sonora Aurora no grupo do LastFM e no Facebook.


Arvo Pärt
Postado por Thiago Miotto em quarta-feira, 28 de agosto de 2013.
                                                                     
                                                                    

                           

                                          
Für Alina
           


                            Berliner Messe: Sanctus & Agnus Dei




Dentre outros aspectos, Arvo Pärt se diferencia na atualidade por criar uma música que não se encontra amparada nas vanguardas e tão pouco se mostra meramente neo-tonal ou minimalista (no sentido comumente atribuído a Reich e Glass). À parte a técnica, escola composicional ou coisa do gênero, o que há anos me chama atenção em sua música é a necessidade que ouço em seus contemplativos e reflexivos sons e silêncios.

Como poderão conferir, há na música deste homem mais do que mero tecnicismo ou um sentido de religiosidade batido e aparente. Para muitos ouvidos demasiadamente pacíficas, suas obras se elevam pela sutileza e profundidade num oceano de (in)determinismo, saturação, ruído e dissonância. Sua música se coloca não somente na contramão da música dos compositores de vanguarda, mas também na contramão de um mundo crescentemente desordenado, ruidoso e cético frente a tantos Dharmas aparentes e falsos profetas surgindo e pregando a cada esquina. 

Aqui há um texto falando de maneira mais extensa sobre as fases da música de Pärt, composições, crenças e inspirações religiosas, entre outras coisas.

Dentre suas muitas obras, deixo abaixo apenas dois álbuns, o primeiro com versões das belíssimas Fur Alina e Spiegel im Spiegel, o segundo com a obra coral Kanon Pokajanen, de caráter religioso e maior densidade se comparada à sutileza das duas primeiras.

Downloads:

Arvo Pärt - Alina


Arvo Pärt -Kanon Pokajanen